Débora Falabella, Leandra Leal, Camila Pitanga e Taís Araújo. Este time de respeito formado por atrizes da TV Globo integra o elenco principal de ‘Aruanas’, nova série que estreia em 2019 no serviço de streaming Globoplay. As primeiras informações sobre a atração foram reveladas nesta última sexta-feira, no painel que abriu o segundo dia da CCXP 2018.

Além de contar com quatro protagonistas femininas, cujos conflitos vão muito além dos relacionamentos amorosos ou dramas familiares, a série traz uma mensagem de representatividade feminina também nos bastidores. Foram contratadas mulheres para todos os departamentos da equipe, que ao todo teve aproximademente 250 pessoas, de ambos os sexos.

“Levamos uma produção inteira para a Amazônia. A gente teve um elenco inteiro de lá, um elenco indígena incrível. Eu fico muito feliz de estar nesse projeto”, comemorou Débora Falabella.

Ela interpreta a jornalista Natalie, que ao lado da advogada Verônica (Taís Araújo) e da ativista Luiza (Leandra Leal) parte para uma viagem ao Brasil profundo, fundando uma ONG para investigar a ação de uma mineradora na Floresta Amazônica.

“Elas são apaixonadas pelo trabalho, mas correm risco de vida”, disse Lendra. “Sendo mulheres e ativistas, é um risco redobrado. Ainda mais no país que mais mata ativistas no mundo”.

Taís Araújo também deu seu recado: “A gente não pode continuar acompanhando o que acontece com a Amazônia pelo Globo Repórter“, disparou, justificando a importância da série, que tem como subtítulo ‘O Ativismo Feminino na Luta pelo Meio Ambiente’. Para Camila Pitanga, que faz a vilã da trama, “a série traz uma mensagem de urgência”.

É impossível não pensar que ‘Aruanas’ pode causar polêmica quando estrear. Além de ter como heroínas três fundadoras de uma ONG, o foco é o meio-ambiente, que recentemente quase perdeu o status de Ministério com o novo desenho do planalto na gestão Jair Bolsonaro. Foi cogitada pela futura base governista que o assunto ficasse dentro da pasta de Agricultura, num movimento que desagradou especialistas ambientais.

Apesar de não fazer referência direta ao presidente eleito durante o painel, antes de sair do palco Leandra Leal disse no microfone o mote “Ninguém Solta a Mão de Ninguém”, compartilhado na internet por parte dos brasileiros que não se sentiram representados pela vitória de Bolsonaro.

Antes mesmo de estrear, ‘Aruanas’ já tem uma segunda temporada confirmada.



Source link

gostou ? entao curti e compartilhe nas redes socias